Juventude Popular de Gondomar faz análise SWOT ao concelho

A nova Comissão Política Concelhia da Juventude Popular de Gondomar realizou a sua primeira actividade no passado dia 28 de Março. No auditório da Universidade Sénior de Gondomar, teve lugar uma tertúlia com o objectivo de fazer uma análise SWOT do concelho gondomarense. Vítor Poças, proeminente empresário e gestor de empresas natural do concelho, foi o ordador convidado, e falou daquelas que considera ser as maiores potencialidades e os maiores defeitos de um concelho que nas últimas eleições autárquicas cortou com um passado de mais de 20 anos de gestão de Valentim Loureiro.

Vítor Poças apresentou dados estatísticos que permitiram definir e compreender a posição de Gondomar na realidade do distrito, da região e do país, que, segundo as suas conclusões, deixa muito a desejar. É um dos concelhos com menor número de empresas, maior desemprego, menores salários, menor índice de habilitações literárias.

A intervenção focou-se muito na análise das últimas gestões autárquicas, que Vítor Poças classificou de "ruinosas". Um dos erros apresentados como exemplo, foi a construção descontrolado e pouco planeada de bairros sociais no concelho. As críticas incidiram também sobre o Plano Diretor Municipal (PDM) do concelho, que não é revisto há mais de 20 anos (a lei obriga a que essa revisão seja feita de 10 em 10 anos). O orador apontou este facto como um dos principais entraves à atracção, fixação e crescimento de empresas no concelho.

Como pontos fortes de Gondomar, Vítor Poças apresentou a extensa faixa fluvial nas margens dos rios Douro, Sousa e Ferreira, bem as Serras envolventes, com um potencial turístico de enormes proporções. A proximidade aos grandes centros urbanos e o posicionamento central no contecto da Área Metropolitana do Porto foram outras potencialidades apresentadas.

Com casa cheia, uma participação oportuna dos presentes e as ideias claras do orador, a Juventude Popular de Gondomar marcou o início do seu mandato da melhor forma!


Tag Line